Crónica do Proprietário

Voltámos, com saudades vossas.

A porta do café já tinha resquícios de ferrugem. Nada preocupante, apenas curioso (a nossa serradura resolve)…

Foram dois meses de incompreensão, prejuízo e muita ansiedade. Não tive outro remédio – refugiei-me na arte. E, como sempre, esta não me falhou.

Peço-vos que, neste preciso momento, cliquem no “play” abaixo (esta decisão influenciará o mood com que acompanharão o resto da crónica):

MGMT. A banda sensação de 2008. Grande álbum, daqueles que adoro descobrir. Primeiro estranha-se, depois entranha-se. Senti o mesmo com “Hissing Fauna, Are You The Destroyer?”, de Of Montreal. Curiosamente, andam ambas em digressão conjunta. Dia 10 de Julho os MGMT estão confirmados no Alive. Pode ser que venham fazer o after ao Royal Cafe… Álbum notável, concerto a não perder. Deixo aqui o link para o Myspace deles. E a promessa que brevemente lhes vou dedicar um artigo.

Quem já viu algum episódio da série Entourage (A Vedeta, em português e em exibição na Sic), ponha o dedo no ar. Certamente gostou do que viu. Eu, adorei. Não me recordo de outra série com um casting tão perfeito. Sempre fui adepto de personagens bem caracterizadas e bons diálogos e, Entourage prima nesses elementos. Para os adeptos de cinema é um must see, pela precisão com que detalha pormenores alheios ao comum espectador. Pelas gargalhadas que provoca. Pela boa onda que sugere. Viciante, cool e estimulante. E, ansioso, aguardo pelo regresso de Gold, Drama e companhia. Prometo, também, brindar-vos com um artigo especial sobre o Entourage, brevemente.

Espreitei o futuro e fiquei maravilhado com o que vi. A HBO quebrou todas as regras e criou um novíssimo conceito de entretenimento, via web. Espreitem este site, peguem nos binóculos e toca a espreitar. Cada prédio com o seu filme, cada casa com a sua narrativa. Eu não sei, mas creio que o futuro terá qualquer coisa a ver com isto… Seja como for, a ideia é genial. E as pequenas histórias também…

Fui ao cinema ver uma espécie de alegoria. Um conto moral, bem actual, que nos remete para a beleza do que a vida tem para nos dar. “The Bucket List” seria sempre um filme interessante, nem que pelo facto de nos brindar com voz off do Morgan Freeman… Pormenor esse que garante sucesso a qualquer filme e chego mesmo a pensar tratar-se de um golpe baixo das produtoras de Hollywood. Não me recordo de filme que recorra a esse truque e que não seja um grande filme. Há que aceitar, Freeman trata-se do mortal cuja imagem mais é associada a Deus por esse mundo fora e nada entra melhor do que as suas palavras sábias, a narrar o que queremos crer ser o moralmente correcto. Para além disso (como se precisasse de mais trunfos), The Bucket List é um autêntico show de dois dos maiores actores da história do cinema e um exercício brilhante sobre as nossas prioridades na vida. Vale a pena ver e reflectir. E pegar numa folhinha, num lápis e começar a apontar… Afinal, todos nós teremos algo que gostaríamos de fazer antes de morrer.

Passou-se mais um 25 de Abril. Houve festas, muitas memórias e alguma esperança. Eu, finalmente, consegui ver o “Capitães de Abril“. Gostei do filme em vários pormenores. Acho que a realização é competente, bem como as representações no geral. Grande José Eduardo, uma vez mais, a provar ser dos melhores actores portugueses de sempre. Considero, contudo, que o guião poderia ser um pouco melhor explorado, nomeadamente na questão pré-revolução e nas relações humanas das personagens. É um marco enquanto documento histórico, mas pouco seguro de si próprio enquanto filme de ficção, algo deslocado do sensacionalismo que a sua produção pretenderia. Louve-se a iniciativa. Pena que, como esta, hajam poucas…

Aproveito a crónica para avisar que irá nascer, paralelamente, um espaço exclusivamente dedicado ao cinema, com acompanhamento constante às estreias semanais, críticas e previsões, levado a cabo por fregueses do Royal Cafe. Alertarei-vos para a inauguração, quando for o caso.

Sem mais assunto de momento,

Contente por estar de volta. Façam do nosso espaço a vossa casa.  

Anúncios

2 thoughts on “Crónica do Proprietário

  1. paulo diz:

    este vídeo nao é deles… deviam colocar um mais… digamos… oficial?!

  2. …realmente não é o oficial, mas a minha intenção era só mesmo possibilitar a escuta da música (acho que a forma como é inserida na crónica passa essa mensagem). Contudo, sei que os MGMT gostaram mesmo desse vídeo, cujos “actores” convidaram para o vídeo do Electric Feel. Da “Kids”, infelizmente, ainda não têm vídeo oficial…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: