A Nobre Máxima

Disse-a o Carioca Saraceni, em anos idos, e com razão.

«Idéia na cabeça e câmara na mão.»

Não vem dele, a regra. Que a mesma é máxima desde sempre, já o Griffith e o Meliès o sabiam.

Mas, pontualmente, surgem Gareth’s Edwards’ que elevam a máxima a um estado de nobreza ímpar.

“Monsters” fala por si.

E o nobre explica.

http://www.kaltura.com/index.php/kwidget/wid/1_mk4prnfc/uiconf_id/1310222

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: