March Music Madness: #4

Do ragtime ao jazz foi um pequeno grande passo. Nova Orleães, Chicago, Tin Pan Alley.

Dos vários nomes que na época sobressaíram e da história que in loco se criava, a escolha do Royal Cafe recai sobre uma das mais intemporais obras musicais de que há memória.

A composição data de 1924 mas ainda hoje é capaz de surpreender qualquer ouvido. A fusão de música clássica com elementos de jazz nunca foi tão brilhante como nos 16 minutos e 25 segundos que se seguem.

Genial, inovadora, incendiária. Eis a mítica “Rhapsody in Blue”. Eis George Gershwin.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: