March Music Madness: #6

Nunca o nome Django foi tantas vezes pronunciado pelo nosso quotidiano como nos tempos que correm.

Contudo, the one and only Django Reinhardt reporta a um imaginário bem distinto. Ainda que a sua história reúna todos os elementos necessários para resultar num admirável filme, do tipo de Western que veio a canonizar o seu primeiro nome teria essa película muito pouco.

Aliás, este Django (Jean de nome real) nasceu na Bélgica, filho de famílias ciganas oriundas da Roménia. Passou a infância entre acampamentos nos arredores de Paris, desde logo revelando uma apetência enorme para instrumentos como o banjo, o violino e a guitarra; aos 13 anos já fazia vida da música que tocava.

Depois veio o infortúnio de uma tragédia que lhe moldaria o resto da vida: o incêndio na caravana que com a mulher partilhava e, com isso, queimaduras graves que resultaram na paralisia de dois dos dedos aos quais recorria para ganhar a vida. Os anos seguintes foram dedicados à prática de uma nova forma de tocar guitarra que, dado o singular sucesso obtido e virtuosismo aplicado à composição, viria a influenciar os mais dinâmicos guitarristas de todo o sempre.

Grande exemplo de empenho, perseverança, criatividade e paixão, este Django ficará para sempre conhecido como um dos primeiros músicos de Jazz Europeus a contribuir para o desenvolvimento do género.

A nossa escolha recai sobre “Rhytme Futur” (1940), majestosa composição de apenas 2 minutos e 37 segundos, reveladora de todo o seu inovador talento musical.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: